Páginas

sábado, 23 de fevereiro de 2019

São João Ivaí - Polícia prende em 24 horas autores de latrocínio tentado contra idoso

A equipe da Delegacia de Polícia de São João do Ivaí, chefiada pela Delegada Vanessa Cristina, prendeu em flagrante dois autores de latrocínio tentado contra um idoso de 88 anos de idade, praticado na noite do dia 20/02/2019. Segundo foi apurado, uma ex-cuidadora teria, anteriormente, ameaçado se vingar da família do idoso, em razão de ter sido demitida. A ex-cuidadora teria sido vista na noite do crime em um bar próximo à residência da vítima, em companhia de um indivíduo até então não identificado, ambos em atitude suspeita. O indivíduo teria saído do bar e, em seguida, a ex-cuidadora também se retirou, retornando algum tempo depois, momento em que a comunidade já havia recebido a notícia sobre as agressões praticadas contra o idoso e que a casa dele estaria toda revirada. O indivíduo que estava na companhia da ex-cuidadora, egundo testemunhas, após os fatos, teria fugido para a cidade de Lunardelli, onde foi preso e, no local, apreendidas algumas peças de roupa utilizadas no crime, sujas de sangue, bem como a camiseta utilizada, que havia sido queimada pelo autor nos fundos da residência. A investigação de seguimento revelou que, antes de irem para São João do Ivaí, onde ocorreu o crime, os dois teriam sido vistos juntos na cidade de Lunardelli e que a ex-cuidadora possuía informação não apenas quanto aos locais da residência onde havia câmeras de monitoramento, as quais foram danificadas pelo autor no momento do crime, mas também quanto ao recebimento pela vítima, todo dia 20 de cada mês, de valores referentes a alugueis de imóveis na cidade. Em virtude de, na data dos fatos, a vítima não ter tido tempo hábil de recolher os alugueis, e possuir em seu bolso apenas a quantia de R$700,00 (setecentos reais), foi violentamente agredida para que indicasse onde estaria o restante do dinheiro. As investigações seguem em andamento e o idoso permanece hospitalizado, em estado grave, com várias fraturas pelo corpo. O autor do crime reservou-se no direito de falar somente em juízo, e a coautora nega as acusações.
Fonte/créditos: Blog do Roque

Nenhum comentário:

Postar um comentário