Páginas

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Borrazópolis - Em Curitiba vereador solicita recursos para o Município

Vereador Wellyngton Jhonis cumpriu agenda em Curitiba visitando secretarias ao lado do deputado estadual Do Carmo e protocolando requerimentos entre eles o pedido para uma Base do SAMU em Borrazópolis
Em sua passagem nesta segunda-feira 19 de agosto de 2019 em Curitiba, o vereador Wellyngton Jhonis (PSB) protocolou um requerimento junto ao deputado estadual Do Carmo, para ser encaminhado a secretaria de estado da saúde, para a instalação de uma Base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em Borrazópolis. Em sua justificativa Jhonis defendeu a importância do requerimento: “Borrazópolis conta com uma população de mais de sete mil habitantes e com a base em nosso município, poderíamos atender cidades como Kaloré, Cruzmaltina e outros municípios” frisou o vereador. OUTROS PEDIDOS – Ainda na capital, o vereador também apresentou outras demandas na capital, entre elas, melhorias na rodovia PR-466 que liga Borrazópolis até o trevo da Coamo e apoio para associações locais, como o Grupo Shizuka, coordenado pelo professor Sandro. "Participamos nesta segunda-feira (19) de uma reunião no gabinete do deputado estadual Do Carmo em Curitiba, ao lado prefeito de Maringá Ulisses Maia e do vereador Paulinho Portela de Faxinal. Entregamos nossas demandas e entre elas o pedido por melhorias na rodovia que liga Borrazópolis ao trevo da Coamo em Faxinal, o trecho está bastante danificado colocando em risco a vida das famílias que passam pelo local, pedidos na área da saúde e apoio para um projeto que estamos incentivando na área do artesanato em nossa comunidade" ressaltou o vereador. SOBRE O SERVIÇO DO SAMU - O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência é um programa que tem como finalidade prestar socorro à população em casos de emergência. O serviço funciona 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas que atendem às urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica e de saúde mental da população. Após o atendimento do paciente a equipe médica define o destino do paciente podendo ser uma Unidade de Pronto Atendimento - UPA ou um Hospital Terciário. Assim, esse serviço de atendimento móvel foi criado para organizar os diferentes níveis de situações de saúde, encaminhando os quadros de menor complexidade ou fase diagnóstica ou ainda para uma situação de estabilização clínica (UPAS) e os quadros de maior complexidade que necessitam de especialidades (politraumatizados, Infartos, Trauma de crâneos, Acidentes Vasculares Encefálicos, Abdome Agudo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário