Páginas

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Campeonato Brasileiro de Motocross realizado com grande sucesso em Faxinal


O prefeito Ylson Álvaro Cantagallo, o Secretário de Esportes Rafael Cantagallo e toda a sua equipe, conseguiram atrair um mega e inédito evento para Faxinal. Com certeza, a etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, vai ficar para a história do município e de toda região norte do Paraná. "Este é um evento para o mundo inteiro. Concedemos uma entrevista para a equipe que está fazendo a transmissão ao vivo, e durante nossa fala, chegando mensagem dos Estados Unidos, do João, Portugal, enfim, a divulgação que vai além dos limites do nosso estado e nosso País. Nosso turismo, nossas cachoeiras, enfim, as belezas do município, expostos para todos", disse o prefeito Ylson Cantagallo. Ele também agradeceu os deputados Sandro Alex, Sérgio Souza e Alexandre Curi, que passaram pelo local, assim como o Governador do Estado, outros parlamentares, aqueles que colaboraram e toda comunidade que participou. Já o Secretário Rafael, ao lado do presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo: CBM, falaram da alegria do evento acontecendo em Faxinal, e ficaram impressionados como o público, que segundo a organização, passou de 20 mil pessoas. O presidente da Câmara, Paulinho Portela, falou em nome do legislativo, afirmando que é preciso apoiar iniciativas que levem entretenimento, diversão e divulgação do município, assim como a realização das obras e programas. Segundo a assessoria de imprensa da CBM,, os pilotos das categorias MX3, 65cc, MX2, MX2JR, MX1, MXJR, MXF, 50cc e Elite MX estrearam a pista, inédita, construída para receber, pela primeira vez, uma etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross. A primeira bateria do dia, foi a MX3, que não contou com a participação do líder do campeonato, Jhonatan Batista. Vantagem para Rooselvet Assunção que fez uma boa largada e se manteve na primeira posição da bateria. Com a vitória o piloto assume a liderança do campeonato. A primeira bateria da MX1 emocionou o público a cada volta. O piloto Hector Assunção, da Honda, fez a volta mais rápida e manteve a liderança por quase toda prova, mas precisou parar no pit lane para trocar o pneu. Situação que deixou o piloto Paulo Alberto, da Yamaha, mais tranquilo para assumir a posição e vencer a bateria. A prova de recuperação do piloto Honda, Jetro Salazar, também deixou a bateria ainda mais emocionante. O equatoriano chegou a ficar na cola do português, mas terminou na segunda posição. Os pilotos retornaram para a segunda bateria, válida também pela MX Elite. Nesta categoria, a equipe Honda, assumiu a liderança, com Hector Assunção no primeiro lugar e Jetro Salazar em segundo, seguidos por Paulo Alberto e Carlos Campano do time Yamaha e Jean Ramos. Na MX2, Fábio Santos (Moranguinho), da equipe Yamaha, acelerou mais forte e garantiu o topo do pódio. O piloto se mantem na liderança do campeonato. Pela MXF as pilotos Maiara Basso (Gringa) time Rinaldi, e Larissa Dalló, tiveram muitas trocas de posição na briga pela primeira vaga. Mas foi a Gringa quem levou a melhor e garantiu os pontos para se manter na liderança do campeonato. O Campeonato Brasileiro de Motocross tem o patrocínio da Honda, Rinaldi, Yamaha, IMS, Circuit,MRP e Uniart Troféus. A próxima parada será em Paulínia (SP), nos dias 7 e 8 de setembro. A sexta etapa do campeonato marcará o retorno da competição ao estado de São Paulo, que desde 2017 não recebe provas do Brasileiro de Motocross. 
(Coloração de Tiago Lopes e assessoria da CBM) 


Nenhum comentário:

Postar um comentário