Páginas

quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Marilândia do Sul - Dono de fazenda onde ocorreu soterramento que deixou operários mortos é indiciado por homicídio

Para o delegado Felipe Rodrigues, houve negligência por parte do proprietário. Cinco operários realizavam uma obra para instalação de uma tubulação para irrigação quando ocorreu o acidente.
Foto: Reprodução/RPC
O proprietário de uma fazenda onde ocorreu um desabamento de terra que provocou a morte de quatro operários e deixou um ferido em Marilândia do Sul, no norte do Paraná, foi indiciado por homicídio culposo e lesão corporal culposa. O soterramento ocorreu no dia 30 de agosto. Segundo o Corpo de Bombeiros, cinco operários estavam trabalhando na instalação de uma tubulação para irrigação da propriedade com mais de quatro metros de profundidade quando a escora do local não aguentou e desabou. Fiscais do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia no Paraná (Crea-PR) identificaram que não havia profissional técnico responsável pela construção da vala e não foi respeitado as orientações de segurança do trabalho. O delegado Felipe Rodrigues detalhou que concluiu as investigações após ouvir testemunhas, familiares dos trabalhadores mortos e do operário que sobreviveu ao soterramento. "A perícia constatou que o proprietário responsável pela fazenda não tomou os cuidados relativos à contenção e colocação de muro de arrimo antes da construção de duto de irrigação. Ele também não seguiu várias normas técnicas regulamentadas pelo Ministério do Trabalho. Por conta disso, está configurada a negligência do responsável", explicou o delegado.
Fonte/créditos - G1 Norte e Noroeste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário