Páginas

sábado, 27 de março de 2021

Vereadores de Faxinal emitem carta aberta contra o lockdown

 Após as polêmicas sobre o lockdown no município de Faxinal, os vereadores que compreendem que o comércio não é o principal foco de transmissão do vírus, emitiu uma carta aberta a população.


Leia a carta na íntegra:

Nós, Vereadores da Câmara Municipal de Faxinal, demonstrando nossa preocupação com toda a população faxinalense emitimos esta CARTA ABERTA. Como é sabido por todos, estamos vivendo um dos piores momentos da história do Paraná e porque não dizer, de nossa cidade. A pandemia pegou todos nós de surpresa, desde o início, nós, como representantes do povo, buscamos junto as autoridades, medidas que protegessem nossa população. Quando olhamos os jornais, os noticiários, nos solidarizamos com todas as famílias que perderam seus entes queridos, como dói ver pessoas que tinham uma vida inteira pela frente serem levadas por um vírus invisível. Mediante esse cenário, são claros o desespero e o medo que se abate sobre todos nós, pois, lutamos contra algo que não vemos. Mas, nesse cenário desolador, nasceu uma esperança através das vacinas que foram criadas e nós vereadores, já aprovamos a intenção do Executivo em adquirir vacinas para toda população faxinalense. Executivo e Legislativo não tem medido esforços para tentar aliviar, sanar, ajudar nossos munícipes nesse cenário de pandemia. Infelizmente, algumas medidas adotadas não foram as mais efetivas, mas foram tomadas pensando em resguardar quem mais amamos nossa população. Entendemos, que o momento agora, é dar todo apoio para a vacinação em massa e alavancar nossa economia que já sofreu muito nessa pandemia, não é momento de estabelecer “Lockdown” aos nossos comércios, indústrias e empresas, não podemos prejudicar ainda mais os trabalhadores que tanto ajudam nossa economia e estão tomando todas as medidas necessárias para evitar a propagação do vírus. Por isso, divulgamos esta CARTA ABERTA, reafirmando que somos contrários a prática do “LOCKDOWN”, medida que inclusive já recebeu orientação da OMS (Organização Mundial da Saúde) para ser evitada. Somos a favor dos trabalhadores, comerciantes, empresários de guanharem o seu pão de cada dia e levar alimento para mesa de suas casas, continuamos firmes e apoiando nossa população, esperando que tudo isso passe logo, contem conosco em todos os momentos.

Os vereadores compreendem que o maior risco está nas festas clandestinas e pediram maior fiscalização nas festas, os vereadores também pedem para que a população colabore e permaneçam em suas casas durante o feriado de páscoa e sem receber visitas. A carta é assinada pelos 09 veredores da atual legislatura. (Érich H. de Mello)

Nenhum comentário:

Postar um comentário