Páginas

quarta-feira, 16 de junho de 2021

Faxinal - Secretaria de Educação planeja retorno as aulas de forma presencial

créditos - Jornal Paraná Centro
A Secretaria Municipal de Educação de Faxinal planeja o retorno das aulas de forma presencial na rede municipal de ensino. Na semana passada, um decreto assinado pelo prefeito Ylson Cantagallo autorizou para a terça-feira, dia 15 de junho, a possibilidade de retorno das aulas de forma híbrida ou presencial na rede pública, tanto municipal como estadual. No entanto, segundo a secretária municipal de Educação, Eliane Felício de Souza Tonin, esse retorno dependerá dos índices de contaminação e dos leitos hospitalares disponíveis na região e esses dados têm sido analisados semanalmente pelo Conselho Municipal de Educação e equipes das redes municipal e estadual de ensino. No entanto, mesmo sem a definição de uma data para o retorno, Eliane Tonin comenta que, inicialmente, deve ocorrer de forma híbrida. Estão sendo elaboradas as estratégias para suprir as necessidades individuais de cada aluno e profissional da educação, para que os protocolos sejam seguidos de forma rigorosa. “A Secretaria Municipal de Educação juntamente com todos os profissionais de educação anseiam pelo retorno mais breve possível, a fim de prevalecer e fortalecer os vínculos entre escola, aluno e família, na garantia de uma educação justa e igualitária”, pontua a secretária Eliane Tonin. Ela explica que, desde o ano passado, a Secretaria de Educação vem realizando plantão pedagógico, ofertado a todos os alunos e voltado às famílias que optaram pelo atendimento diretamente nas instituições de ensino. Reformas No entanto, mesmo com a pandemia, a Secretaria de Educação e a Prefeitura de Faxinal estão realizando investimentos na reforma, construção, adequação e aquisição de equipamentos para melhorar todas as instituições de ensino do município, com o objetivo de ofertar um ambiente mais acolhedor para os alunos e profissionais da educação. Desde o início da gestão do prefeito Ylson Cantagallo, em 2017, foram realizadas várias ações na área da educação, entre elas a sede própria para Secretaria Municipal de Educação; inaugurados os CMEI´s no Faxinalzinho e Maria Zenilda Ribeiro; realizadas reformas completas nos CMEI´s Vila Nova, Alair Lourdes Fernandes, Escola Municipal Marechal Rondon, Elza Davantel Cabral e Tancredo Neves; e melhorias no CMEI Nossa Senhora de Fátima, Escola Municipal Cecília Meireles e Cenira Gamarroz Queiroz. Além do investimento na estrutura física, a Secretaria de Educação tem feito ações de valorização e formação dos profissionais. Nos últimos quatro anos e meio foram contratados 77 professores por meio de concurso público; eleição de diretores para escolas e CMEI´s; process o seletivo para escolha do coordenador pedagógico e contratação de 80 estagiários. Além disso, os profissionais do magistério tiveram o reenquadramento da tabela para os profissionais do magistério; garantia do piso salarial; aumento da função gratificada para diretores; ampliação do valor repassado ao fundo rotativo das escolas; concessão de licença prêmio; transporte garantido para professores que atuam em Nova Altamira; e formação continuada com profissionais renomados e conhecidos internacionalmente como: Regina Shudo, Wania Boer, Palmira Tolloti e Flávia Harue. Todas as escolas receberam eletrodomésticos e mobiliários novos, além de diversas aquisições para melhorar a qualidade do atendimento pedagógico das escolas. “Os investimentos feitos na educação municipal superam e vão além das expectativas previstas, refletindo positivamente nos índices do IDEB e avaliações externas de aprendizagem”, pontua a secretária de Educação. O IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) de Faxinal passou de 5,7 para 6,2. Para o ano de 2021 também está prevista a aquisição de uniformes escolares para todos os alunos da rede municipal, além da oferta do material escolar, o que ocorre desde o ano de 2019. “A população pode esperar e contar com uma gestão comprometida, responsável e democrática, voltada à qualidade de ensino e garantia do direito à educação pública com equidade e qualidade, não só para alunos, mas também para os profissionais de educação e comunidade”, finaliza Eliane Tonin.

Fonte/créditos - Jornal Paraná Centro

Nenhum comentário:

Postar um comentário