Páginas

quarta-feira, 18 de agosto de 2021

Paraná alcança 80,6% da população adulta vacinada com duas semanas de antecedência

Foto: Geraldo Bubniak/AEN

                                       

O Paraná alcançou nesta terça-feira (17), com duas semanas de antecedência, a simbólica marca de 80% da população adulta imunizada com a primeira dose (D1) ou dose única (DU) da vacina contra a Covid-19 – a expectativa do Governo do Estado era que a meta fosse batida apenas no fim deste mês. O índice foi celebrado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior durante visita ao Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), local em que as vacinas ficam armazenadas em Curitiba. “É, sem dúvida, um dia muito importante e especial para todos nós paranaenses. Chegamos a 80,6% das pessoas vacinadas, seja com a primeira ou a dose única, algo que pensávamos alcançar apenas no fim de agosto. Mais um passo que damos em busca da imunização completa no Paraná”, destacou Ratinho Junior. De acordo com o Vacinômetro do Sistema Único de Saúde (SUS), esse grupo é formado atualmente por 7.036.789 pessoas de uma população vacinável estimada em 8.720.953, ou seja, 80,6% daqueles com mais de 18 anos no Estado. Ainda segundo a ferramenta vinculada ao Ministério da Saúde, 6.719.256 pessoas receberam a D1 (CoronaVac, AstraZeneca ou Pfizer) e outras 317.533 DU, doses exclusivas da Janssen. No total, somando também as segundas doses (D2), o Paraná completou 9.509.570 aplicações nesta terça-feira. “Conseguimos avançar a antecipar o cronograma, fruto de uma união de esforços de todos os profissionais da Secretaria de Estado da Saúde e também dos municípios, que são quem aplicam as vacinas e o, que é melhor, chegamos com uma vacinação igualitária, com os municípios, pequenos ou grandes, na mesma condição.”, afirmou o governador. Ratinho Junior lembrou que, com a antecipação, o Estado ganha fôlego para alcançar o segundo objetivo, que é vacinar 100% da população adulta com D1 ou DU até o fim de setembro. “É um novo cronograma, que vai reforçar o planejamento e o excelente ritmo que a vacinação alcançou no Paraná”, comentou. O governador ressaltou que o aumento no número de imunizados permite à Secretaria de Estado da Saúde concentrar forças também na vacinação de crianças e adolescentes entre 12 e 17 anos – atualmente apenas o medicamento produzido pela Pfizer está autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para aplicação nesta faixa etária da população. “A ideia é começar em outubro, tão logo toda a população adulta tenha recebido ao menos a primeira ou a dose única”, disse. Outro ponto, afirmou ele, é que o Estado consegue avançar também no planejamento para o retorno de eventos com público, como shows musicais e partidas de futebol. “Já está em estudo por parte da Secretaria da Saúde a melhor maneira de se organizar esses eventos. Mas, claro, sem afobação. Com público reduzido e todos vacinados com, ao menos, a primeira dose”, afirmou o governador.

SEGUNDA DOSE – Ratinho Junior destacou, também, que o Paraná não precisou desviar nenhuma dose destinada para segunda aplicação durante esses mais de oito meses de campanha vacinal contra a Covid-19, seguindo à risca o planejamento traçado pelo Ministério da Saúde. “Não entramos em nenhum tipo de competição, de olimpíada da vacina, para ver quem imuniza antes. Respeitamos os prazos e as doses para fazer com que o processo seja único para todas as cidades”, disse. Secretário de Estado da Saúde, Beto Preto afirmou que até o momento 2.790.314 paranaenses completaram o esquema vacinal (D1 + D2 ou DU). O montante equivale a 32% da população adulta vacinável do Estado. “É importante reforçar a importância de se completar o ciclo. São as duas doses que garantem a imunização completa, o que realmente vai proteger as pessoas”, disse ele. “E também em relação à segunda dosagem estamos cumprindo o planejamento, com doses reservadas e garantidas, dentro do prazo”. 

MUNICÍPIOS – Os municípios que mais aplicaram vacinas na população, em quantidade absoluta de doses foram Curitiba (1.675.100); Londrina (462.864); Maringá (423.735); São José dos Pinhais (271.314); Cascavel (265.805); Ponta Grossa (245.650); Foz do Iguaçu (229.232); Colombo (176.478); Paranaguá (172.159) e Guarapuava (162.943). Ainda segundo o Vacinômetro do SUS, o Ministério da Saúde destinou ao Paraná 11.671.470 doses de imunizantes, sendo que 10.813.180 já foram entregues e 858.290 estão em processo de distribuição. Logo que chegam ao Estado, as vacinas são recebidas e divididas no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), para serem encaminhadas rapidamente aos municípios das 22 Regionais de Saúde. 

PRESENÇAS – Participaram do ato o diretor-geral da Secretaria de Estado da Saúde, Nestor Werner Júnior; o diretor de Gestão em Saúde da Secretaria de Saúde do Paraná, Vinicius Filipak; a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes; a coordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesa, Acácia Nasr; e o prefeito de Goioerê, Betinho Lima. Fonte: AEN

Nenhum comentário:

Postar um comentário