Páginas

sexta-feira, 18 de março de 2022

Auxílio Brasil começa a ser pago nesta sexta-feira (18)


A Caixa começa a pagar nesta sexta-feira (18) o Auxílio Brasil de março a 18 milhões de pessoas. Serão beneficiados hoje aqueles com NIS (número de identificação social) de final 1. O calendário será suspenso no fim de semana e retomado na segunda-feira (21), para os integrantes com NIS final 2. O pagamento vai até 31 de março.

Cada família receberá um repasse mínimo de R$ 400. O investimento total para os pagamentos supera R$ 7,1 bilhões. Os estados com maior número de famílias inscritas no programa são São Paulo (2,22 milhões), Bahia (2,21 milhões), Minas Gerais (1,43 milhão), Pernambuco (1,42 milhão) e Rio de Janeiro (1,32 milhão) e Ceará (1,29 milhão). 

Nesta quinta-feira, o governo federal anunciou que os beneficiários do programa poderão fazer empréstimo consignado, concedido com desconto automático em folha de pagamento. Por ter como garantia do desconto direto no salário ou benefício, esse tipo de operação de crédito pessoal é uma das que oferecem os menores juros do mercado.

Calendário do Auxílio Brasil em março

NIS 1 - 18/3

NIS 2 - 21/3

NIS 3 - 22/3

NIS 4 - 23/3

NIS 5 - 24/3

NIS 6 - 25/3

NIS 7 - 28/3

NIS 8 - 29/3

NIS 9 - 30/3

NIS 0 - 31/3

Como receber o Auxílio Brasil?

O benefício pode ser pago por meio de poupança social digital, no aplicativo Caixa Tem, criado inicialmente para o auxílio emergencial, conta-corrente de depósito à vista, conta especial de depósito à vista e conta contábil, que, de acordo com o Ministério da Cidadania, é uma plataforma social do Auxílio Brasil.

Essa última opção só ocorre quando o beneficiário não possui nenhuma das outras opções para recebimento. O saque pode ser feito com o cartão do Bolsa Família.

Quem tem direito ao Auxílio Brasil?

De acordo com o Ministério da Cidadania, as pessoas que têm direito ao Auxílio Brasil se enquadram nos seguintes casos:

• Situação de extrema pobreza — renda familiar mensal per capita de até R$ 105;

• Situação de pobreza — renda familiar mensal per capita entre R$ 105 e R$ 210; e

• Regra de emancipação — famílias que tiveram melhora na renda familiar, a qual, porém, não ultrapassa R$ 525. Nesse caso, o benefício seguirá ativo por até 24 meses. Para isso ocorrer, é necessário que haja na composição familiar crianças, jovens de até 21 anos ou gestantes.

Os beneficiários podem tirar dúvidas em três canais de atendimento. O número 121, do Ministério da Cidadania, reúne informações e é a central para denúncias. O número 111 é o canal de Atendimento ao Cidadão da Caixa e reúne informações sobre o cartão e o saque do benefício. Também é possível acompanhar as principais informações sobre o benefício pelo aplicativo Auxílio Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário